10 de out de 2011

Ela relembra em cada manhã despertada...


..."a vida foi vivida, o ontem e todos os dias antes. a cada abrir de olhos faz um inventário do passado: cheguei até aqui, pensa ela ainda deitada, apesar deste e daquele obstáculo, apesar das falsas promessas de emoções passageiras e nefastas. cheguei até 20 de março sobrevivente de um sonho cancelado. cheguei até 12 de julho resistindo bravamente às dores tantas. cheguei até hoje de manhã inteira, desconfio que preparada. então ela sai da cama e entra no chuveiro, não diferencia lágrima de água, e o dia começa!"... 


Martha Medeiros

Nenhum comentário: