29 de jan de 2012

Mais um desses desejos

Eu queria me esvaziar mais de mim pra ser mais eu. Pra Deus dirigir meu coração da forma que deva ser.
Sem perder minha essência, pra cultivar aquilo que tenho de bom.
Queria ter um pouco de voz, ou melhor, ter poder no falar, pra que as pessoas compreendessem meus sentimentos. Pra que elas vissem, ou melhor, ouvissem a minha intenção. Que não é má, diga-se de passagem!
Eu queria ter liberdade pra expressar minhas vontades sem ser criticada por quem está mais próximo de mim. Queria ver um dia essas pessoas me apoiando e me ouvindo, sem discutir. Pelo menos uma vez...
Eu só queria ser entendida. Porque eu devo concordar com tudo que falam? Porque esperam que eu seja aquilo que não sou? Porque não me admiram com a índole que eu tenho? Não preciso ter a mesma opinião que ninguém. Compreendam a minha. Vejam o outro lado da moeda.
Às vezes a gente erra, e feio, porque queremos imprimir nos outros a nossa forma de ser, agir e pensar. 
Eu queria apenas que não me quisessem mais como um reflexo no espelho, mas que enxergassem a minha própria imagem...

28 de jan de 2012

Prece

DEUS...


... Ouve a minha oração: nasce em mim e me salva!
Faz de mim não o que eu quero, mas o que convêm ao Vosso sagrado coração.
Porque não pertence a mim poder algum, mas sobre minha alma reinas Tu.
Faz-me mais forte do que sou, ilumina meus dias com a tua glória e que eu não desabe nos piores dias. 
Amém!

27 de jan de 2012

Abrindo a caixinha de música...

Infinito Particular - Marisa Monte


Eis o melhor e o pior de mim
O meu termômetro o meu quilate
Vem, cara, me retrate
Não é impossível eu não sou difícil de ler
Faça sua parte, eu sou daqui eu não sou de Marte
Vem, cara, me repara
Não vê, tá na cara, sou porta bandeira de mim
Só não se perca ao entrar
No meu infinito particular
Em alguns instantes sou pequenina e também gigante
Vem, cara, se declara
O mundo é portátil pra quem não tem nada a esconder
Olha minha cara, é só mistério, não tem segredo
Vem cá, não tenha medo
A água é potável daqui você pode beber
Só não se perca ao entrar
No meu infinito particular ♫



25 de jan de 2012

24 de jan de 2012

Canção das mulheres



Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais. 
Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta. 

Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor. 
Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso. 
Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes. 
Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais. 
Que o outro sinta quanto me doía a idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco - em lugar de voltar logo à sua vida. 
Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo ''Olha que estou tendo muita paciência com você!''
Que quando sem querer eu digo uma coisa bem inadequada diante de mais pessoas, o outro não me exponha nem me ridicularize. 
Que se eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire. 
Que o outro não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso. 
Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa - uma mulher.

Lya Luft

22 de jan de 2012

Comportamento


Nós bebemos demais, gastamos sem critérios. Dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e raramente estamos com Deus. Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores. Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos frequentemente. Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos. Fomos e voltamos à lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho. Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio. Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores. Limpamos o ar, ma poluímos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos mais, mas realizamos menos... Aprendemos a nos apressar e não, a esperar. Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos cada vez menos. Estamos na era do 'fast food' e da digestão lenta; do homem grande, de caráter pequeno; lucros acentuados e relações vazias. Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados. Essa é a era das viagens rápidas, fralda e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas 'mágicas'. Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na dispensa. Uma era que leva essa carta a você, e uma era que te permite dividir essa reflexão ou simplesmente clicar 'delete'. Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão aqui para sempre. Lembre-se de dar um abraço carinhoso em seus pais, num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer. Lembre-se de dizer 'eu te amo' à sua companheira(o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, se ame... se ame muito. Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm lá de dentro. Por isso, valorize sua família e as pessoas que estão ao seu lado, sempre.

Um texto de George Carlin

20 de jan de 2012

"Eu... eu... nem eu mesmo sei, nesse momento... eu... enfim, sei quem eu era, quando me levantei hoje de manhã, mas acho que já me transformei várias vezes desde então."
C. S. Lewis


19 de jan de 2012

Fogos de artifício

Você já se sentiuComo um saco de plásticoVoando com o ventoQuerendo começar de novoVocê alguma vez já se sentiuSe sentiu tão frágilComo um castelo de cartasA um simples sopro de desmoronar
Você alguma vez já se sentiuComo se estivesse enterradoA sete palmosVocê grita, mas parece que ninguém ouve nada
Você sabe que háUma chance para vocêPois você tem um brilhoVocê só tem que...

Acender a luzE deixá-la brilharSeja o dono da noiteComo o dia da independênciaPois, baby, você é como fogos de artifícioVenha e mostre do que você é capazDeixe todos boquiabertos falandoEnquanto você cruza o céu


Katy Perry

18 de jan de 2012

Monotonia



Sabe o que é? É eu não quero que seja sempre assim, a mesma coisa de todo dia não.
Tenho tantos planos pra o futuro e mais ainda para o hoje, mas não sou dona das minhas forças, liberdade pra agir era tudo o que eu queria no momento.
Mesmisse me dá ânsias de vômito, e das fortes. Me causam dores daquelas que só uma mulher pode suportar (homens são muito fracos!)
Só queia ter o poder de mudar. Mudar a mim, as pessoas e o mundo!
Por enquanto eu fico nessa de ter que pensar e pensar, escrever e escrever, tomar chá e decisões. Aliás, não me faltam decisões para tomar...
Então vou indo aqui porque tenho uma monotonia para cuidar.

♥♥♥

17 de jan de 2012

Voltando ao alvo

Ninguém me conhece de fato pra saber o que vai no meu coração.
Não há alma alguma nessa terra que possa adentrar nos poderes da minha mente, não há... E bendito seja Deus por isso!
Portanto não me julgueis por meus atos ou pelas palavras que tenho dito, não crieis uma figura de mim, porque não estás habilitado para isso. Antes volte-se à ti, conhece-te primeiro e descobrirás mais do que imaginas. Coloque-se como alvo de si mesmo para que não te ocupes em praticar maus atos julgando teu próximo.
Quão grandes nos tornamos quando nos ocupamos de trabalharmos em prol de conhecermo-nos cada vez mais. Edificamos nossa mente e caráter. Tornamos humildes.
Adentre no teu interior e não mais me verás como tu vê...
Só há um que não me julga pelo que faço, mas pelas intenções que carrego no peito e deste eu quero cada dia um pouco mais (Jesus)!



15 de jan de 2012

Yeah!

Até onde posso vou deixando o melhor de mim...


Se alguém não viu, foi porque não me sentiu com o coração.

Clarice Lispector

13 de jan de 2012

Amar


Que pode uma criatura senão,
entre as criaturas, amar?
Amar e esquecer,
amar e malamar,
amar, desamar e amar?

Que pode, pergunto, o ser amoroso,
sozinho, em rotação universal, senão
rodar também, e amar?
Amar o que o mar traz à praia
o que ele sepulta, e o que, na brisa marinha
é sal, ou precisão de amor, ou simples ânsia?

Amar solenemente as palmas do deserto,
o que é entrega ou adoração expectante,
e amar o inóspito, o áspero,
um vaso sem flor, um chão de ferro,
e o peito inerte, e a rua vista em sonho, e uma ave de rapina.

Este é o nosso destino: amar sem conta,
distribuído pelas coisas pérfidas ou nulas,
doação ilimitada a uma completa ingratidão,
e na concha vazia do amor a procura medrosa,
paciente, de mais e mais amor.

Amar a nossa falta mesma de amor,
e na secura nossa
amar a água implícita, e o beijo tácito, e a sede infinita.

Carlos Drummond de Andrade

11 de jan de 2012

Às vezes é só uma escolha


"Pare de viver sua vida como se estivesse num filme. Pare de idealizar seu amor em vez de encontrá-lo. O amor não é sempre como um raio, as vezes é só uma escolha.Talvez o amor verdadeiro seja uma decisão. Decisão de correr risco com alguém. Dar-se, sem se preocupar se vão dar algo em troca ou magoar você ou se é a pessoa certa. Talvez o amor não seja algo que aconteça, talvez seja apenas uma escolha."
(Do filme: Amor e outros desastres)



10 de jan de 2012

Metamorfose


"Cada  vez que você faz uma opção está transformando sua essência em alguma coisa um pouco diferente do que era antes."

C. S. Lewis

8 de jan de 2012

É tanto querer


"Aii, quanto querer, cabe em meu coração.
Aii, me faz sofrer, faz que me mata e se não mata fere..." ♫

Linda música de Djavan! Nada melhor pra expressar a grandeza do querer que tenho no meu coração... Às vezes até me pergunto se querer tanto assim é pecado.
O ruim é que de tanto querer a gente se magoa, se decepciona, chora, irrita, cansa e se cansa com facilidade. Como diz a música, "se não mata fere" e fere muito! As coisas poderiam ser tão mais fáceis não é verdade? 
Se não é pra ter tudo para que ter só uma parte? É, eu penso assim. Sei que a vida é um constante aprendizado e que nada se conquista com facilidade, mas o mundo é tão injusto que me irrita a ponto de me sentir inútil, incapaz e, verdadeiramente, uma "Zé ninguém". É, também sou radical demais às vezes, faz-se necessário.
Mas, voltando ao "x" da questão, quem de vocês nunca se sentiu de mãos atadas perante suas próprias vontades? Quem nunca se imaginou sendo o fracasso diante de uma oportunidade esplêndida de conquistar um sonho e, que por um deslize seu, tudo se desmanchou em areia nas mãos? Quem aqui cresceu sendo pisado por palavras depreciativas e nunca conseguiu se livrar delas? Quem? 
Sempre ouvi uma frase que deve ser clássica e que, com absoluta certeza, você também já deve ter escutado e até pronunciado: Querer não é poder. E não é mesmo! Mas se tem uma coisa em que acredito é que ninguém nasce com poder nas mãos, desde o mais rico até aquele que só tem o próprio corpo, porém nunca conquista-o sem antes o ter desejado sequer uma gota.
No entanto amigo, nem tudo que se quer se tem, seja pela falta de determinação ou persistência próprias, seja pelas quedas que outros possam provocar, pelas atitudes erradas que fazem regressar, mas, principalmente, porque eu e você não somos os donos do mundo e o maior motivo pelo qual o querer não passa a existir é que existe alguém que sabe o que é o melhor do melhor pra gente. É ele que me mantêm de pé todos os dias, que me inspira, me renova, me molda e me faz persistir enquanto as circunstâncias diz "desista". Você já deve saber de quem me refiro: Deus, o autor da vida.
Estar aqui escrevendo é muito para mim, é uma forma de dizer pra o universo que ainda existe uma esperança e por isso eu não vou desistir dos meus sonhos, eu não vou parar de querer e querer tanto... doa a quem doer!

(:

7 de jan de 2012

"O amor revela as qualidades sublimes e ocultas do que ama, - o que nele há de raro, de excepcional: nesse aspecto facilmente engana quanto ao que nele há de habitual."


Friedrich Nietzsche


5 de jan de 2012

Escolhas de uma vida


"A certa altura do filme Crimes e Pecados, o personagem interpretado por Woody Allen diz: "Nós somos a soma das nossas decisões".


Essa frase acomodou-se na minha massa cinzenta e de lá nunca mais saiu. Compartilho do ceticismo de Allen: a gente é o que a gente escolhe ser, o destino pouco tem a ver com isso.
Desde pequenos aprendemos que, ao fazer uma opção,estamos descartando outra, e de opção em opção vamos tecendo essa teia que se convencionou chamar "minha vida". 



Não é tarefa fácil. No momento em que se escolhe ser médico, se está abrindo mão de ser piloto de avião. Ao optar pela vida de atriz, será quase impossível conciliar com a arquitetura. No amor, a mesma coisa: namora-se um, outro, e mais outro, num excitante vaivém de romances. Até que chega um momento em que é preciso decidir entre passar o resto da vida sem compromisso formal com alguém, apenas vivenciando amores e deixando-os ir embora quando se findam, ou casar, e através do casamento fundar uma microempresa, com direito a casa própria, orçamento doméstico e responsabilidades.
As duas opções têm seus prós e contras: viver sem laços e viver com laços...


Escolha: beber até cair ou virar vegetariano e budista? Todas as alternativas são válidas, mas há um preço a pagar por elas.


Quem dera pudéssemos ser uma pessoa diferente a cada 6 meses, ser casados de segunda a sexta e solteiros nos finais de semana, ter filhos quando se está bem-disposto e não tê-los quando se está cansado. Por isso é tão importante o auto conhecimento. Por isso é necessário ler muito, ouvir os outros, estagiar em várias tribos, prestar atenção ao que acontece em volta e não cultivar preconceitos. Nossas escolhas não podem ser apenas intuitivas, elas têm que refletir o que a gente é. Lógico que se deve reavaliar decisões e trocar de caminho: Ninguém é o mesmo para sempre.


Mas que essas mudanças de rota venham para acrescentar, e não para anular a vivência do caminho anteriormente percorrido. A estrada é longa e o tempo é curto.Não deixe de fazer nada que queira, mas tenha responsabilidade e maturidade para arcar com as conseqüências destas ações.


Lembrem-se: suas escolhas têm 50% de chance de darem certo, mas também 50% de chance de darem errado. A escolha é sua...!"



Pedro Bial

3 de jan de 2012

Campanha a favor do desarmamento

Vou aproveitar o embalo de início de ano pra lançar a campanha do desarmamento! É isso mesmo que você leu: Desarmamento. Já!
Vamos todos nos mobilizar e cada um fazendo sua parte o mundo com certeza ficará melhor...
Primeiro vamos fazer uma limpeza na mente, retirar os maus pensamentos, é, aqueles que te levam pra baixo e que refletem nas tuas atitudes não muito agradáveis com o próximo. Peça a Deus com sinceridade que ele te ajuda!
Depois de aliviar a mente, refresque-a. Relembre os maravilhosos momentos que tiveste na tua vida e o porque deles terem acontecido. Repita os porquês...
Sabe aquelas palavrinhas que estragam tudo? Pois é, tente não pronunciá-las. Seja doce no agir e no falar, haja com justiça, porém sem braveza ou imponência. Isso machuca as pessoas.
Pois então desarme seu coração disso tudo. Espalhe essa campanha!
Cultive belas palavras, sorrisos e olhares sedutores. Lembre-se que colhe-se aquilo que é plantado.


#ficaadica2012