19 de nov de 2010

Poética

De manhã escureço
De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo.

A oeste a morte
Contra quem vivo
Do sul cativo
O leste é meu norte.

Outros que contém
Passo por passo:
Eu morro ontem.

Nasço amanhã
Ando onde há espaço:
- Meu tempo é quando.

Vinícius de Morais



15 de nov de 2010

o Normal


Não gosto das coisas consideradas normais da vida, necessito de uma realidade inventada, do novo, do que parece improvável.
O normal me dá náuseas, me enche de nojo e não é a opção que eu assinalo.
Estamos tão adaptados à normalidade das coisas que quando sobrevém a "anormalidade" temos dificuldades de aceitá-la como algo bom, algo que não seja totalmente abominável. 
Os velhos paradigmas estão grudados na mente das pessoas e causam tantas catástrofes no íntimo delas assim como cânceres, que destroem e tomam posse, lentamente, do corpo biológico.
É uma doença brutal e aberrante...
Minha intenção aqui não é desvalorizar a visão de cada um, mas sim de abrir-lhes os olhos para perceberem que existe um leque de outras tantas alternativas e que, às vezes, essas outras alternativas podem apresentar muito mais valor quando escolhidas, em detrimento das que se têm.
Eu odeio a visão única que me apresentam de fazer as coisas, não aceito a normalidade.
Uma vez ouvi a seguinte frase: "Há muito mais do céu que a gente não experimenta porque não nos permitimos experimentar". 
Sabe aquilo o qual você sonha tanto em conquistar? Sabe aquela vida que você quer tanto ter? Não se conforme que as coisas prossigam ruins e que isso seja normal. Crie, reinvente, inove. Amplie sua visão para conseguir ver outras maneiras de se chegar lá. Não se importe com o que vão falar de você. Respeite a si próprio, depois aos outros e siga seu caminho sem derrubar vidas ou corações.
Saiba que existe outra forma mais feliz e mais confortável de alcançar seus objetivos, sejam eles de qualquer natureza. 
Não conforme-se em ouvir "É normal...", porque se o que vives não está bom, só pode está ruim e ruim, pra mim, não é normal!

12 de nov de 2010

"A harmonia secreta da desarmonia: quero não o que está feito mas o que tortuosamente ainda se faz. Minhas desequilibradas palavras são o luxo de meu silêncio. Escrevo por acrobáticas aéreas piruetas - escrevo por profundamente querer falar. Embora escrever só esteja me dando a grande medida do silêncio."
Clarice Lispector - trecho de "Água viva"



11 de nov de 2010

8 de nov de 2010

ACOOOORDEM!!!

Hoje presenciei uma cena deplorável: depois de esperar tanto tempo numa fila enorme, em pleno horário de almoço, na estação de ônibus, vi a forma arrogante que o motorista tratava os passageiros que, chateados pela demora, reclamavam da falta de respeito para com nós cidadãos...Óbvio que estavam mais do que certos!
Mas pra confirmar tanta arrogância, o bendito do motorista, termina de beber sua água e joga a garrafa pela janela!Quanta ignorância!!!
Não entendo como, nos dias de hoje, ainda existam pessoas assim sem noção do que é falta, doença, desemprego, fome, guerra, enfim...Porque alguém que não se preocupa em cuidar do meio ambiente não está se preocupando com as gerações futuras quanto a estes e tantos outros problemas que, apesar de existirem, poderão se agravar em decorrência da poluição desenfreada que causamos na natureza.
Toda essa política do consumismo que rege as leis da humanidade globalizada só vem ao encontro da desgraça do ser humano!
ACOOOORDEM!!!
Tá mais do que na hora de sermos humanos de verdade e usarmos nossa racionalidade para algo de bom!
Chega de blá blá blá e sigamos para o fazer...
O planeta não espera...
Por isso seja consciente e não faça como o porco do motorista: Jogue lixo no lixo!

"Quem depreda a natureza está se auto depredando" (Lauro Trevisan)

5 de nov de 2010


Como as folhas, com o vento
Até onde vai dar o firmamento
Toda hora enquanto é tempo
Vivo aqui neste momento
Hoje aqui, amanhã não se sabe
Vivo agora antes que o dia acabe
Neste instante, nunca é tarde
Mal começou eu já estou com saudade

Me abraça, me aceita,
Me aceita assim meu amor
Me abraça, me beija
Me aceita assim como eu sou
Me deixa ser o que for

Como as ondas com a maré
Até onde não vai dar mais pé
Este instante tal qual é
Vivo aqui e seja o que Deus quiser
Hoje aqui não importa pra onde vamos
Vivo agora, não tenho outros planos
É tão fácil viver sonhando
Enquanto isso a vida vai passando..
.