30 de abr de 2010

"O ideal é que as pessoas soubessem amar o tanto que sabem fingir" 

Bob Marley





24 de abr de 2010

Ele não desiste!

Há alguém que deixou a sua glória para vir a esse mundo por mim.
Atravessou desertos e mares, deu vista aos cegos e paralíticos fez andar.
Foi do estábulo de Belém até o monte de calvário. Morreu, mas hoje está vivo junto ao Pai.
Está ao meu lado em todos os momentos.
Sua persistência é infinita, sua inspiração é o amor.
Seu objetivo é eu e você.
E ele nunca desiste...
"Tu me cercaste por detrás e por diante, e puseste sobre mim a tua mão. Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta que não a posso atingir. Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face? Se subir aos céus, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também. Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades, até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá". Salmos 139: 5-10




18 de abr de 2010

"Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé".

(I João 5:4)


17 de abr de 2010

À procura da calmaria...



A calmaria perdeu seu nome
fui correndo procurá-la.
Tomei-me toda de angústia.
Me deparei com sentimentos nunca antes confrontados.
Embaralhei os baralhos como num embaraço de laços
todos feitos de tênues fitas coloridas.

Tinha uma pedra no meio do caminho.
Inevitável foi o tropeço d'alma.
Alguns embaraços se desfizeram.
Pude contemplar alguém de roupas brancas a me erguer.
Mãos macias, toque suave e a voz: nada a dizer.
Meus olhos viram e não acreditaram.

Os lábios sentiram e acalentaram.
Aqueles olhos me fitavam audaciosos
e refletiam a luz do sol, brilhavam como pedras preciosas.
O vento pôs-se violento.
A poeira embaçou-me a visão
e frio despertou-me do sono.

Em dores sucumbiu o sonho.
Num instante ressuscitou o pesadelo.
Fiquei em afasia a procura da calmaria.
Só achei ali a melancolia
ela me disse que a coitada já tinha achado seu nome numa gavetinha.
A joguei pela janela; não morreu a infeliz.

Contaminou foi a mim.
Agora sei o que ela é.
Então adeus, Tsé-tsé!

16 de abr de 2010

"Eu te odeio", disse ela para um homem cujo crime único era o de não amá-la. "Eu te odeio", disse muito apressada. Mas não sabia como se fazia. Como cavar na terra até encontrar a água negra, como abrir passagem na terra dura e chegar jamais a si mesma?

Clarice Lispector




10 de abr de 2010

Quer entender-me?


Disse e repito:
"Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato...Ou toca, ou não toca."
C. Lispector


9 de abr de 2010



Salvador, eu venho quieta.
Minha alma recorda colinas de redenção
onde seu sangue foi derramado por meu resgate.
Uma vez eu guardei tudo por um alto preço.
Eu considerei tudo como perdido.

Leva-me para a cruz.
Onde seu amor foi derramado.
Traga-me de joelhos.
Senhor, eu me prostro.
Liberte-me de mim mesmo.
Eu pertenço a ti.
Leva-me, leva-me para a cruz.

Tu fostes como eu.
Tentado e julgado.
Tu És.
A palavra tornou-se viva.
Tolera meu pecado e morte.
Agora tu estás elevado.

Para seu coração.
Para seu coração.
Leva-me para seu coração.
Leva-me para seu coração.

(Hillsong United - Lead me to the cross)



Leva-me!



Minha tarde tá com cara de preguiça...

pedindo pipoca e uma meiazinha.

:P





5 de abr de 2010

A idiotice é vital



Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. Putz! A vida já é um caos, pq fazermos dela, ainda por cima, um tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins. No dia-a-dia, pelo amor de deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em vc. Ignore o que o boçal do seu chefe disse.

Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente é ele, pobre dele! Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausencia de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e ponto. Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselhos para tudo, soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça?

Hahahaha. Alguem que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana? Qto tempo faz que vc não vai ao cinema? É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E dai, o que elas farão se já não têm pq se desesperar? Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Vc quer? espero que não. Tudo o que é mais difícil é mais gostoso, mas... a realidade já é dura, piora se for densa. Dura, densa e bem ruim.

Brincar é legal. Entendeu? esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteiras, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço, não tomar chuva. Pule corda! Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte. Ser adulto não é perder os prazeres da vida - e esse é o único "não" realmente aceitável. Teste a teoria. Uma semaninha, para começar. Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são: passageiras.

Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir... Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração! Alias, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho gostoso agora? "a vida é uma peça de teatro que não permite ensaios" "por isso cante, chore, dance e viva intensamente antes que a cortina se feche".


Texto de Arnaldo Jabor.Adoreeei =D

4 de abr de 2010

Se os sentimentos fossem objetos, o que faríamos com eles?


As pessoas dão tanto valor a coisas materiais que, admito, às vezes pensar no que fariam se o amor, a amizade, a alegria, o ódio e tantos outros sentimentos fossem objetos palpáveis.
Atitudes superficiais, sorrisos falsos, abraços dados só por conveniência. Existem pessoas assim, que agem exatamente dessa forma, sem se preocupar com os sentimentos das pessoas à sua volta.
E aí eu me pergunto: aonde estão os sentimentos? O que nutre o coração de uma pessoa que age de tal maneira?
Imagino que no mercado dos sentimentos, a tristeza seria o mais barato, por conta de que ninguém a procurasse, mas também por causa da raridade do amor.
A felicidade seria a mais procurada logo, existiriam várias, de variadas marcas, sendo a maioria delas falsas.
Imagino que, talvez, quem sabe, as palavras seriam as moedas utilizadas para a venda e compra dos sentimentos. Imagino também que poucos dariam algumas palavras pela minha sinceridade, o que me obrigaria a comprar muitas angústias e insatisfações.
O amor, coitado, acho que já estaria sendo retirado de circulação. Quem perderia não seriam as empresas, mas cada um de nós.
Mas de uma coisa eu tenho certeza: se os sentimentos fossem objetos, eu colecionaria vários e não venderia meu amor pra nenhuma palavra desse mundo!

Bj pra quem é de bj, abraço pra quem é de abraço!

3 de abr de 2010


"Adoramos a perfeição, porque não a podemos ter; repugna-la-íamos, se a tivéssemos. O perfeito é desumano, porque o humano é imperfeito."

Fernando Pessoa

2 de abr de 2010

As sete verdades do Bambu


Depois de uma grande tempestade, o menino que estava passando férias na casa do seu avô, o chamou para a varanda e falou: 
-Vovô, corre aqui! Me explica como essa figueira, árvore frondosa e imensa, que precisava de quatro homens para balançar seu tronco se quebrou, caiu com o vento e com a chuva...este bambu é tão fraco e continua de pé?
- Filho, o bambu permanece de pé porque teve a humildade de se curvar na hora da tempestade. A figueira quis enfrentar o vento. O bambu nos ensina sete coisas. Se você tiver a grandeza e a humildade dele, vai experimentar o triunfo da paz em seu coração.
A primeira verdade que o bambu nos ensina, e a mais importante, é a humildade diante dos problemas e das dificuldades. Eu não me curvo diante do problema e da dificuldade, mas diante daquele, o único, o princípio da paz, aquele que me chama, que é o Senhor.
Segunda verdade: o bambu cria raízes profundas. É muito difícil arrancar um bambu, pois o que ele tem para cima ele tem para baixo também. Você precisa aprofundar a cada dia suas raízes em Deus na oração.
Terceira verdade: você já viu um pé de bambu sozinho? Apenas quando é novo, mas antes de crescer ele permite que nasça outros a seu lado (como no cooperativismo). Sabe que vai precisar deles. Eles estão sempre grudados uns nos outros, tanto que de longe parecem com uma árvore.
Às vezes tentamos arrancar um bambu lá de dentro, cortamos e não conseguimos. Os animais mais frágeis vivem em bandos, para que desse modo se livrem de predadores.
A quarta verdade que o bambu nos ensina é não criar galhos. Como tem a meta no alto e vive em moita, comunidade, o bambu não se permite criar galhos. Nós perdemos muito tempo na vida tentando proteger  nossos galhos, coisas insignificantes que damos um valor inestimável. Para ganhar, é preciso perder tudo aquilo que nos impede de subirmos suavemente.
A quinta verdade é que o bambu é cheio de "nós" (e não de "eus"). Como ele é oco, sabe que se crescesse sem "nós" seria muito fraco. Os "nós" são os problemas e as dificuldades que superamos. Os "nós" são as pessoas que nos ajudam, aqueles que estão próximos e acabam sendo força nos momentos difíceis.
Não devemos pedir a Deus que nos afaste dos problemas e dos sofrimentos. Eles são nossos melhores professores, se soubermos aprender com eles.
A sexta verdade é que o bambu é oco, vazio de si mesmo. Enquanto não nos esvaziarmos de tudo aquilo que nos preenche, que rouba nosso tempo, que tira nossa paz, não seremos felizes. Ser oco significa estar pronto para ser cheio do Espírito Santo.
Por fim, a sétima lição que o bambu nos dá é exatamente que ele só cresce para o alto.
Ele busca as coisas do alto. Essa é a sua meta. (Do livro: Buscando coisas do alto - Padre Léo)

Que esta também seja a nossa meta!
"Buscai, pois, em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça e as demais coisas vos serão acrescentadas" Mat. 6:33