1 de mar de 2013

O coração


E o coração aqui tem dados pulos gigantes. Pulos de felicidade por saber que ainda não acabou, mas também pulos de medo. Medo da incerteza do amanhã, medo de que nunca se supere o medo. Medo de que isso não se acabe e das consequências, se vir a acabar. 

Nenhum comentário: