11 de mar de 2013

As pessoas de hoje em dia



Percebo que hoje em dia as palavras são ditas no calor do momento, sem ter realmente algum fundamento ou verdade. As promessas perdem seu valor e não costumam mais ser cumpridas. As pessoas costumam dizer que estarão com você em todos os momentos, principalmente nos que você mais precisar delas.. Mas e quando você precisa? As pessoas somem e te decepcionam. Elas viram as costas e abrem mão de tudo. Abrem mão de você. Elas pouco se fodem com a sua situação. É um egoísmo tremendo. Difícil encontrar alguém que vai se preocupar com você e estar disposto a correr contigo, a crescer ao seu lado e enfrentar os obstáculos com você. Difícil alguém parar de olhar pro seu próprio umbigo e problemas, e ver que você precisa dela também e que, juntos, podem resolver as coisas, de mãos dadas e um levantando o outro. A verdade é que cada dia que passa, mais eu desacredito nesse tal do amor. Que caralho de amor é esse que abandona? Que vira as costas e te deixa na escuridão? Engraçado é quando você relembra das promessas, das palavras, da falsa segurança e proteção que a pessoa dizia ter em relação a você. Você fecha os olhos e se deixa guiar por alguém que prometeu te proteger, que prometeu jamais soltar as mãos das suas. Que jurou estar ao seu lado, te cuidando e, mais que isso, que pra você era como um anjo da guarda. Difícil lidar com isso. Difícil quando você vê que luta sozinha, em vão. Que não há reciprocidade em nada. É desesperador ver que, assim que surge um problema, as promessas e palavras ditas vão tudo por água abaixo. A realidade é essa: o ser humano é egoísta. O ser humano só se preocupa consigo mesmo, pelo menos a maioria das pessoas. Além disso, o ser humano só se relaciona por puro interesse pessoal. A partir do momento que a situação aperta, foda-se os planos, foda-se os sonhos, foda-se o compromisso e foda-se o amor. Sempre tem um indivíduo que ama mais e, esse, é o que mais sofre. O poder sempre está nas mãos de quem se importa menos. Essa pessoa que ama menos, vai e vem quando bem entender. Te abandona, foge dos problemas que nem uma criancinha assustada e te deixa sozinha num mundo sombrio cheio de gente maldosa. Te deixa completamente perdida e sem rumo. Sem chão. Sem apoio. Essa pessoa que jurou estar contigo em todos os momentos, te deixa desprotegida. Cada dia que passa, mais eu tenho repulsa do que o ser humano é capaz de fazer. De como o ser humano consegue ser egocêntrico. Tenho repulsa de como as palavras vem e vão tão facilmente, de como o sentimento muda de um dia pro outro. As pessoas mudam. E a maioria delas, muda pra pior. Eu não sei mais o que esperar do ser humano. Eu não sei mais o que esperar do mundo. Eu não sei mais o que é o amor. E, continuo repetindo essa insistente pergunta: Que caralho de amor é esse? Viver num mundo repleto de maldade e mentiras, é pior do que morrer, de fato. Às vezes a segunda opção parece tentadora, parece um refúgio.. Afinal, viver nesse mundo é como estar no próprio inferno. Quanto mais os dias passam, menos eu tenho medo da morte.


Anônimo

3 comentários:

Josafá disse...

Parabéns pelo blog!

Jessica disse...

Valeu Jss!! rsrs

Bjs

Jessica disse...
Este comentário foi removido pelo autor.