20 de ago de 2013

Fugitiva


Aquele momento em que a tristeza se aproxima, você tenta desviar, mas não consegue. Ela acelera o passo e de súbito lhe alcança. Você se esforça para sair dali, mas ela já está presente em todos os cantos. Daí eu fujo para as palavras, encontro nelas um pedido de socorro e fico a espera das nuvens negras passarem. Enquanto isso, onde eu estava mesmo?

2 comentários:

Rosemary Lima disse...

Nunca devemos deixar que a tristeza nos invada, ficar triste é perder tempo e a vida é muito curta pra isso!:)
Beijos

http://rosemarylima.blogspot.com.br/

Josafá disse...

Tem dias que também me sinto triste. Aliás quem de nós pode dizer que não teve um dia em que a tristeza chega, te pega de assalto e não vê uma certeza, um lugar pra onde correr.
No entanto, não podemos nos deixar dominar por isso, os males que a acompanha são inúmeros. É nesse momento também que devemos olhar pro céu, pois é de lá que vem o socorro, o auxílio.
O coração alegre aformoseia o rosto
Provérbios 15:13