7 de ago de 2011

Bateu saudade!

Estou com saudade daquilo que não vi, não senti e nem provei. Saudade do que imagino, sonho e anseio.
Porque há horas que o coração pede coisas que não tem e horas que nem tudo convêm. E sei que ainda existem substâncias e emoções tão boas quanto as que já provei espalhadas por aí. Sinto saudades, tantas saudades como se já tivesse alguma intimidade, assim, já feita.
Peço desculpas à vida se não aproveitei como devia das coisas e dos momentos que passou ou se não soube agradecer por cada um deles, mas imploro que me traga as coisas de que tenho saudade!



Um comentário:

Ana Cris disse...

Eu me sinto assim muitas vezes...Bjs Jé ♥