2 de jun de 2010

Cada dia menos amor


Tava aqui pensando no mundo, em como anda a atualidade, nas tragédias, guerras e tantos outros fatos nada agradáveis. Sem dúvida alguma, todos sabem  da falta de amor que assola os dias em que vivemos: filhos matam pais, pais matam os filhos, marido mata mulher, mulher mata marido, pessoas tiram a vida de outras por razão alguma, se matam, destroem famílias, amores, sentimentos...
Vivemos numa sociedade fria, onde o amor encontra poucos corações para habitar.
Infelizmente é assim, nos conformamos em viver assim...
Mas no meio de toda essa baderna em que eu vivo, encontro uma promessa de conforto e de esperança.
Encontro ainda um amor, um AMOR maior e melhor do que qualquer outro que por ventura possa existir!

"Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor" (Romanos 8: 38,39)




Nenhum comentário: