8 de jun de 2010

Saudades do céu


  Não é difícil de perceber, hoje em dia, o quanto as pessoas estão insatisfeitas com o mundo em que vivem.
 A falta de harmonia, paz, justiça e amor levam as pessoas a buscar modos de fugir dessa realidade e mergulhar num mundo de sonhos, não importando se virtuais ou reais. 
  Há pessoas que vivem imergidas em novelas e filmes, outras gastam horas jogando vídeo games e ainda outras passam o dia navegando no fantástico mundo da internet. São pessoas tentando preencher o vazio da alma com coisas que, na verdade, só fazem aumentar esse buraco.
  O filme Avatar de James Cameron, um show de efeitos especiais, apresenta um planeta (Pandora) onde existe plena harmonia entre os próprios nativos (os na'vi) e entre eles e a natureza. O que chama a atenção é  ganância dos homens versus a vida simples e harmônica dos nativos.
  Depois de assistir ao filme, muitas pessoas queixaram-se de "depressão pós-Avatar", por não poder habitar em um planeta como Pandora.
 No livro O peso da Glória, C. S. Lewis cita "Somos criaturas sem entusiasmo, brincando bobos e inconsequentes com bebida, sexo e ambições, quando o que se nos oferece é a alegria infinita. Agimos como uma criança sem noção, que prefere continuar fazendo bolinhos de lama num cortiço porque não consegue imaginar o que significa a dádiva de um fim de semana na praia. Muito facilmente, nós nos contentamos com pouco".
  "As criaturas não nascem com desejos, a menos que exista satisfação para eles. Um bebê sente fome: bem, existe uma coisa chamada comida. Um patinho quer nadar: bem, existe uma coisa chamada água. [...] Se eu encontrar em mim mesmo um desejo que nenhuma experiência neste mundo pode satisfazer, a explicação mais provável é que fui feito para outro mundo". (C.S LEWIS, Cristianismo Puro e Simples)
  Sem dúvida alguma, fomos feitos para outro mundo e independente de quem somos ou do que conhecemos sobre Deus, todos temos saudades do céu.
  Saudades de um lugar bem melhor!

  Somente Deus é capaz de preencher o vazio de nossas almas, pois foi ele quem pôs em nosso coração o anseio pela eternidade!

Nenhum comentário: