21 de jul de 2013

"Facinho"

Meu bem...


Eu tô "facinho, facinho".
"Facinho" porque tô sentindo aquele vazio que só você poderia preencher.
E, por isso mesmo, tô frágil, frágil.
Frágil porque vazio não fortifica ninguém.
Silêncio pra mim, agora, pode até ser a reposta que eu precise ouvir, 
Mas tô frágil e teu silenciar também pode soar como um golpe forte, daqueles que não curam, mas deixam uma cicatriz enorme.






Nenhum comentário: