28 de set de 2010

"Mesmo minhas alegrias, como são solitárias às vezes. E uma alegria solitária pode se tornar patética. É como ficar com um presente todo embrulhado com papel enfeitado de presente nas mãos e não ter a quem dizer: tome, é seu, abra-o! Não querendo me ver em situações patéticas e, por uma espécie de contenção, evitando o tom da tragédia, então raramente embrulho com papel de presente os meus sentimentos."

Clarice Lispector




7 comentários:

sonhos subentendidos disse...

Mesmo minhas alegrias, como são solitárias às vezes.
estou vivendo isso alegre por ter ele no meu coração e saber que ele me ama , mais solitaria pq ele nao está por perto .
saudade nao tem tradução "/

Jessica disse...

ainn..somos duas então!
aff "/

Bell disse...

Jhe

tem selinho no blog pra vc

te espero lá

bjokas =)

Midi disse...

Lindos posts!
Parabéns minha linda

Jessica disse...

Obrigada Midi!
Volte sempre flor!!!
Vou ver lá Bel..bjinhos!

Katler Jamilly disse...

Vou embulhar os meus sentimentos tbm, pra vê se eles se acalmam e as coisas voltam para seu lugar!
Ameii o texto

Katler Jamilly disse...
Este comentário foi removido pelo autor.