28 de out de 2009

Bêbada

Quem sou eu?
Porque estou aqui?
Qual será o meu fim?
Quantas perguntas...quantas decisões pra tomar.
Prefiro tomar uma taça de vinho.
Do melhor vinnho.
Do teu vinho!
Porque esse vinho não é aquele que embebeda os homens, mas o que embevece o coração.
Mas no final tudo é vinho, tudo entorpece!
As dúvidas me confundem.
E confusão não é bom pra se tomar.
Em que boteco, então, encontro a decisão certa pra comprar?
Minha mente é uma, e minhas ações são outras.
Ser aquilo que penso ser ou ser o que quero ser?
Eis a questão.
Se aquilo que faço contradiz o que penso então tudo é ilusão, é farsa, vinho que embebeda.
Aonde eu errei?
Quem me dera poder refazer a minha história!!
Quero então recomeçar.
Recomeçar é uma boa palavra, mas revela que antes não foi bom.
E isso é péssimo.
Mas se não fosse pelo antes vivido, como poderia eu, ver  que quase tudo que fiz deveria ter sido diferente?
Tudo foi intenso.
Tudo marcou e ensinou.
Caro leitor, não te apavore nesse momento!
Se tivesse um chá pronto, te daria uma xícara.
Mas se não estiveres bêbado para acompanhar-me neste meu pensamento, verás que o passado se entrelaça com o presente e reflete sobre o futuro indeciso.
Penso que não somente o meu, mas o de todos.
Porque na vida o aprendizado é constante, as dúvidas são sempre intrigantes, os momentos são únicos, a certeza é trapaceira e tudo isso junto é vinho de se embebedar!!

Bjo pra quem é de bjo e abraço pra quem é de abraço!!

Nenhum comentário: