23 de nov de 2011

Três pontinhos


"História escrita a lápis, lápis-borracha para tudo ser mais prático. Escrita de qualquer jeito, torta, em linhas invisíveis. Com um início de perder o fôlego, mas com um eterno três pontinhos num final que nem existe.



Os três pontinhos são o que me matam, ponto final seria a dureza clara e o fim da história, três pontinhos são os que me matam."


Tati Bernardi

Nenhum comentário: